Neon Genesis Evangelion – Shinji e Misato

Post Sabaki

Senhores, já perceberam que Evangelion, ou pelo menos a série Neon Genesis, tem arcos e é dividida em três “sagas”? Estava eu reassistindo esse masterpiece Annista e, como de costume, peguei coisas que não tinha pegado das outras vezes que tinha visto, e dessa vez foi a estrutura da série. Fiquei tão fascinado com alguns detalhes que resolvi fazer uma série de textos sobre cada arco dessa primeira parte que é só de construção, já que um texto só seria grande demais.

Primeiramente, eu nunca vi ninguém falando que NG Eva tinha arcos até me dar conta que as mudanças nos vocais de Fly Me To The Moon, o encerramento da série, tinham um padrão bem especifico. E, basicamente por esse único motivo, eu acabei prestando mais atenção e alguns outros detalhes e esse post aqui existe.

Esse primeiro arco compreende os episódios 1 ao 4, onde nos é apresentado Shinji Ikari, um menino de 14 anos e que é a antítese de todo tipo de protagonista de uma série animada. Ele é covarde, tímido, ingênuo, fraco, desanimado, desmotivado e desonesto, coisas que são refletidas em sua aparência e comportamento, realmente parece uma criança sem rumo no começo do anime e poderia muito bem se passar por um figurante.

Tem o lance de identificação? Óbvio, isso já foi dito dezenas de vezes internet à fora. Mas ainda é um ponto interessante a mencionar por que essa característica é a base do personagem e é pra ela que ele vai voltar quando se deparar com uma situação que não consegue lidar, como um mecanismo de defesa.

Nesse primeiro arco também nos é introduzido Misato Katsuragi (A Best Girl Ever), que vai fazer o papel de irmã mais velha/tutora do Shinji, uma personagem que não vai ter muito foco nessa primeira parte da série mas é tão importante pro “grupinho de depressivos” quanto os principais  Shinji, Rei e Asuka.

misato café

Misato é a chave de todo o crescimento do Shinji nessa primeira parte da série, sendo a única que estendia a mão para ele naquele meio militar que não aceitava erros. A cena no meio do episódio dois, dele estabelecendo que o seu lugar a partir daquele momento seria a casa da Katsuragi é um ótimo exemplo disso, além de toda uma sequencia de cenas em que os dois não se separam nesse mesmo episódio. Provando que ela é a única que fala informalmente com ele, mesmo dentro da NERV.

Após os acontecimentos traumáticos do episódio um e mesmo com o apoio da Misato no episódio dois, pilotar o EVA 01 ainda era um pesadelo para o Shinji, e aí a série nos apresenta o Dilema do Ouriço.

Shinji, o garoto de 14 anos que é o protagonista o qual nega seu chamado nessa série carrega características simples, como eu já havia dito antes, mas que agora leva o nome de “O Dilema do Ouriço”. Seres humanos são, indiscutivelmente, seres sociais, porém relações humanas podem machucar até mais do que a solidão. Isso não quer dizer que eles não irão se abrir, mas quando fizerem isso e se machucarem, não se abrirão novamente por medo de se machucarem outra vez, mesmo que isso cause mais dor ainda.

Os episódios 3 e 4 foram bem simples, Shinji sofrendo por ter que pilotar o EVA 01 novamente no episódio 3 e por fim fugindo no episódio 4. O episódio 4 é um grande exemplo do talento do Anno para dirigir cenas, como as cenas do Shinji viajando  em contra ponto com as cenas da Misato preocupada com o bem estar dele. Mas aquele não era o lugar do Ikari Shinji de verdade, ele não deveria fazer algo que o machucasse, a sua fuga era o que deveria ser feito.

Montagem

No fim do quarto episódio um trem para em frente ao Shinji, ele teve a oportunidade de realmente largar tudo. Mas uma vida tão vazia quanto a que ele tinha agora estava o esperando dentro desse trem, porém ele tinha um dever a cumprir, não? As pessoas dependiam dele, o mundo dependia dele, mas ninguém se importava com ele. Então tanto faz, não é? Não, tinha a Misato, a única pessoa que foi boa com ele, por que ela deveria ficar a própria sorte?

Não é como se ele tivesse decidido ficar ao final do episódio 4, é mais como se ele não soubesse o que fazer. Será que ele podia confiar nela? Ele poderia tentar e, com isso, provar a si mesmo que podia ter laços com os outros.

shinj e misato

Anúncios

Uma resposta para “Neon Genesis Evangelion – Shinji e Misato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s