Haikyuu!! 185 – PULEM!

haikyuu-185

Sinceramente não estava esperando que mais uma pausa no jogo fosse bom para manter a tensão, mas parece que eu estava enganado. Com bons diálogos e um início intenso, mesmo com a pausa técnica (e por causa dela), esse capítulo consegue ser um dos mais empolgantes até então, nessa partida.

Como comentado no último texto, o cap. 184 foi uma excelente ponte entre os capítulos 183 e 185, sendo nada mais do que a continuação e resolução do cliffhanger do 183 em um rally que perdurou até as primeiras páginas dessa semana. Essas, inclusive, que são brilhantemente executadas. Em uma sequência de 3 capítulos sem pausa, nada mais coerente do que culminar tanta ação contínua em uma cena poderosíssima. Que é o que ocorre.

A forma como a conclusão do rally ocorre traduz muito bem a empolgação e o cansaço que essa ação contínua trouxe, continuando do mesmo segundo que a última página da semana anterior e conectando essa a uma cena onde todo jogador parece exausto e pula como se estivesse lutando contra a gravidade e perdendo.

Don't quit me now legs

O mangá ainda traz em cada página a partir da segunda até o fim da jogada pelo menos uma ação de impacto, com alguma bola zunindo de um lado para o outro, ou com algum quadro mostrando o esforço extremo dos jogadores. E toda essa intensidade ainda culmina em uma sequência de duas páginas duplas com quadros muito bem desenhados, sendo o último quadro intenso o suficiente para o autor decidir que usaria uma forma mais rústica de separar os quadros do que a habitual. Mais uma vez mostrando a maestria com que conduz o ritmo da sua obra.

Separação rústica de quadros 1 Separação rústica de quadros 2

E aí começa a parte onde me surpreendi, porque, oras, eles emendam a sequência de ação mais intensa em muitas semanas com a última pausa técnica do jogo, sendo que o mangá já tinha diminuído desnecessariamente o ritmo outras vezes. Mas dessa vez funcionou!… E há razões para tal.

Afinal, após uma sequência frenética de capítulos, é necessário uma pausa para respirar. Tanto os personagens precisam, quanto o leitor. E além disso, é surpreendente ver que o treinador da Shiratorizawa está pedindo mais um tempo, já que a última foi pedida há pouquíssimas jogadas. O que contribui para o momento ser importante e tenso para o time adversário.

Mas os principais motivos que fizeram essa acalmada funcionar foram: o fato dessa ser a última pausa técnica permitida no jogo e os diálogos terem sido excelentes. A comparação que o Grande Rei faz entre os dois colégios já foi abordada de forma sutil em capítulos anteriores, mas nesse uma opinião externa é adicionada e essa contribui para finalizar essa pequena dicotomia que tanto vinha sendo lapidada. E a metáfora que o Oikawa estabelece, trazendo de volta os animais que representam as escolas pra dentro de um diálogo, expondo-os, confere um ar poético ao que ele diz. Principalmente agora que a metáfora é bem embasada no que o leitor viu na forma dos times se portarem durante o jogo inteiro.

Além desse, outro diálogo que se destaca é o que mostra a evolução do Ushijima, quando este reconhece seus limites. A inversão de expectativa que ocorre no fim do diálogo entre o ás da Shiratorizawa e seu levantador é conduzida tanto pelas páginas desse capítulo, que reforçam muito bem a habilidade do ás, quanto pelo que conhecemos do personagem. Então não é uma surpresa artificial que os personagens do colégio campeão têm ao ver um ato de humildade partindo de seu melhor jogador. É uma surpresa que o leitor tem junto deles e que, com a habilidade de condução dramática que o Furudate tem, culmina em admiração, quando logo em seguida o Falcão mostra sua determinação em um belo contra-plongeé que o engrandece, mesmo após admitir seus limites.

Cabeça acima do quadro

A cabeça erguida acima do quadro, reforçando a determinação do jogador e a própria função do ângulo aplicado ao quadro.

E como não pode deixar de ser, Haikyuu mais uma vez mostra por que esse times são tão diferentes de uma forma super sutil. Enquanto um time tem seu jogador principal em destaque, a Karasuno reforça sua força como uma equipe de talentos individuais, mas que tem táticas de equipe. Não adiantaria só construir e desenvolver uma dicotomia se você não fosse aplicá-la. E Haikyuu!! aplica muito bem cada desenvolvimento que constrói, mesmo que seja mínimo e sutil.

Por fim, o capítulo termina com um ótimo cliffhanger, lembrando o jogador, depois de uma sequência intensa dessas, que aquelas páginas de pausa eram as últimas. Assim nem precisou iniciar a ação nas últimas páginas para criar uma expectativa artificial para a próxima semana, porque nós entendemos o que está por vir.

Do as victors

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s