Haikyuu!! 180 – O Embate de Espíritos em Chamas

haikyuu-180

E chegamos nos capítulos de clímax do jogo contra a Shiratorizawa!

Como bem vinha sendo preparado ao longo dos capítulos, o embate de espíritos em chamas começa (brega, mas verdade)! E talvez não houvesse melhor jeito de começar esse sprint final do que com o ataque combinado que o Sugawara tinha dito que o time deveria tentar novamente. Como no capítulo anterior tudo o que a Karasuno fez foi manter a bola em jogo para chegar onde está, o que ela precisava aqui era ser mais agressiva e contra-atacar.

O autor mostra essa necessidade de várias formas, com o Suga falando sobre tentar fazer o que dá, com o Shoyo aparecendo no bloqueio do nada e soando desesperado ao pular antes do tempo, com o Daichi salvando da forma que deu e com o Nishinoya, que é o líbero, levantando. Ou seja, cada ato individual por si é meio desajeitado e se conecta numa jogada que é inteira baseada na gana pelo contra-ataque, com cada um fazendo só o que deu, mas levando sua vontade de vencer no ato. O Tendou mesmo comenta que a intuição dele foi esmagada pela força de vontade do oponente.

Suga ao ataque

E tirando esse comentário, como esperado de Haikyuu!!, o autor não para para comentar que o Shoyo pulou adiantado porque estava com muita gana, ou que o Daichi recebeu como deu. São detalhes, mas detalhes que colocam o leitor no clima e dão à leitura das imagens um sentido maior, tirando a necessidade de textos e deixando o capítulo mais fluido.

Essa primeira jogada serviu muito bem para pegar o clima sóbrio do capítulo anterior e recolocar a série num clima de empolgação. O autor evolui essa ideia na jogada seguinte, colocando de volta o Tobio, que era um jogador que estava de fora por estar cansado e que volta com toda a gana, levantando a bola para o Shoyo cortar já no primeiro toque, levando à um tipo de jogada que o mangá mesmo já avaliou como um “golpe de desespero”.

O ataque desesperado bugado

Só é uma pena que essa jogada tenha ficado tão mal desenhada, visto que era um dos momentos chaves do capítulo. Mas por outro lado, a movimentação dos jogadores representou muito bem o sentimento que reinou nessa semana. Quando o Kageyama saca, o peso gráfico no quadro, alcançado com o background escuro, passa a vontade de vencer do personagem. Os levantamentos e bloqueios foram ainda mais eficientes em passar essa mesma vontade, mostrando os personagens pulando lá do fundo, de posições não muito favoráveis, para conseguir levar o time à vitória. Quando o Nishinoya levanta, tem um quadro só para mostrar como ele chega se intrometendo na frente do levantador, para então um próximo quadro mostrar o mesmo levantador dando um jeito de se virar para se posicionar para o ataque.

Dando um jeito

(clique para ampliar)

Ou seja, “O Embate de Espíritos em Chamas” é um nome super brega para esse texto, mas faz jus ao fervor do capítulo.

O capítulo ainda joga uma deixa para a volta do Tsukishima e o afastamento do Ushijima, que se mostrou abalado pelo bloqueio da Lua da Karasuno, até que isso aconteça, abrindo assim mais espaço para o clima crescer ainda mais nos próximos capítulos.

KARASUNO, FIGHT!

Com o desejo de marcar

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s