Heroes – Subversão de Uma Jornada Heróica e a Natureza Humana

Post - Heroes - Subversão e Natureza Humana

“Um grupo de heróis expulsa a escuridão e traz a paz para o mundo, mas…”

Heros foi um one-shot lançado pelo Inio Asano neste ano de 2015. Totalmente diferente de tudo que ele já fez, o mangá conta ao longo de suas dezenove páginas uma historia sobre um pequeno grupo estranho de heróis composto por diferentes tipos criaturas bizarras e humanos que acabaram de salvar o mundo de um terrível vilão demoníaco chamado Gorbonzola e extinguindo a maldade do mundo para sempre, mas será mesmo?

AsanoInioHibana_p001-002

Eu enxergo Heros como uma grande paródia das grandes sagas de aventuras heroicas muito comuns em qualquer mídia no mundo da cultura pop, mas com um viés um pouco mais realista e digamos, com uma pequena subversão do gênero e ao mesmo tempo uma pequena critica e reflexão sobre a natureza humana.

heroes 1

Na historia acompanhamos os acontecimentos posteriores ao mundo ter sido salvo da ameça de um Gorbonzola e a paz ter sido trazida ao mundo pelo tal grupo de heróis que encerrou sua jornada. Como na grande maioria das histórias do gênero, acompanhamos a jornada do herói do inicio, até a formação de um grupo e a conclusão com a derrota do principal inimigo, mas o que vem depois? Nesse tipo de história, comumente se termina com “todos voltaram para casa e foram felizes para sempre”, e é ai que Heros começa a brincar e contrariar o gênero levantando alguns pontos que normalmente nunca paramos pra pensar. Senhor das Moscas, um personagem que compõe o grupo, perdeu sua casa e família em um ataque a sua cidade, no momento em que a protagonista diz “estamos voltando pra casa” em meio a conclusão da jornada do grupo, começa uma discussão relativa ao futuro do Senhor das Moscas e o que ele fará já que ele não tem mais uma casa, e com isso, vem a pequena subversão da “gloriosa saga de uma jornada heroica” pois somos apresentados a verdadeira natureza de cada personagem e seus reais sentimentos em relação a uns sobres os outros. Neste tipo de historia é muito comum ver um coletivismo no grupo, tem toda a questão da amizade, da parceria que move os personagens, mas em Heroes é totalmente diferente disso. Apesar deles serem um grupo, no momento em que é para ser mostrado toda a questão do relacionamento entre eles, Asano nos traz os personagens demonstrando ações negativas uns sobre os outros, discorrendo através de palavras e ações os mais puros sentimentos negativos que compõe uma pessoa e subvertendo a imagem a qual alguns passam. O nobre cavaleiro honrado seguidor de deus que ostenta castidade é chamado de impuro e entregue a seus desejos carnais, a princesa é uma mesquinha egoísta e mimada, os grupo de irmãos se odeiam, ninguém demonstra condolência uns pelos outros, até mesmo o Senhor das Moscas que sacrificou suas asas para salvar o mundo, demonstra os mais puros sentimentos negativos por aqueles que lhe oferecem um minimo de ajuda, o levando até em um momento de fúria, matar acidentalmente um companheiro.

heroes 2 heroes 3

A morte de Sanbaizu pelo Senhor das Moscas é um ponto interessante pois ela é deixada de lado pelos personagens, é como se eles não se importassem, o que deveria ser totalmente o contrário, já que eles enfrentaram uma terrível jornada juntos, mas não temos nada do tipo, somente desculpas vazias e a criação de situações (como Yamamoto se confessando para Sonhemily) para tentar justificar e “abafar” o acontecimento, como uma forma de se livrar de uma possível culpa, o que é outra característica negativa muito presente nos seres humanos, se basear em pequenas mentiras e desculpas  para aliviar a culpa ou se livrar totalmente dela em alguma situação que de certa forma o prejudique.

heroes 4

Após o acontecimento, temos a passagem final do one-shot que envolve os personagens dormindo e o Senhor das Moscas acordado indo em direção ao corpo do Sanbaizu. Neste momento temos uma linha de pensamentos narrativos da protagonista Sonhemily na qual ela se lembra dos momentos finais da batalha final contra Gorbonzola  que ameaçava o mundo, especificamente se lembrando de suas ultimas palavras, e enquanto essa série de pensamentos acontecem, vemos Senhor das Moscas sendo chamado por uma voz saindo do tumulo do Sanbaizu, e ao aproximar-se, acontece algo estranho e aparentemente o Senhor das Moscas é possuído por uma aura maligna da e a historia termina.

heroes 5 As palavras finais do Gorbonzola “Nós, a escuridão, e vocês heróis… não há nada que essencialmente nos difira…” junto das palavras do mesmo que abrem o mangá “Mesmo que esse corpo desapareça, a alma da escuridão vai se manter viva até que tudo retorne ao nada…” justificam totalmente o que Asano quer dizer com essa pequena história. O ser humano, por mais nobre que essas historias heroicas possam tentar passar, na realidade não é bem assim. Todos possuímos sentimentos negativos dentro de nós mesmos, isso faz parte da natureza humana, ninguém nunca será aquela figura honrada e pura, não pelo menos o tempo todo, estamos todos sujeitos a virarmos “demônios” a qualquer momento dependendo da situação e se nos deixarmos levarmos por esse lado negativo da nossa especie. A tal “paz mundial” nunca vai existir por mais que existam heróis no mundo, sempre vai existir aqueles que sucumbiram a essa escuridão. Heros subverte os heróis e nos faz pensar que até mesmo os mais puros podem ser corrompidos, mas ao mesmo tempo nos mostra que por mais que existam “demônios” no mundo, sempre existirão os tais “heróis honrados e justiceiros” para combate-los, mesmo que este seja um titulo nobre temporário e este ciclo de transição de luz para escuridão nunca deixe de existir, afinal, tudo isso faz parte da natureza humana.

heroes 6

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s