Vitória Pelo Bem de Quem?


post do yagoo

Texto referenciado nos episódios 21 até 26 de Legend of the Galactic Heroes.

“Aquele momento foi perigoso, quando dei um aperto de mão no Truniht. Ele não se feriu outra vez. Na época de Amlitzer foi o mesmo. Causando uma grande tempestade e se escondendo dentro dela, ele nunca se fere. Antes de percebermos, ele já está exercendo ainda mais autoridade. Pensar nisso me deixa em pânico e então eu penso:

Para que serve a democracia se ela dá poder a um homem como aquele?

Continuo pensando nisso, Rudolf, que fundou o Império Galáctico e a corja do conselho militar de Salvação Nacional estavam convictos de que só eles poderiam salvar o povo, e eles continuam a pensa assim. É um paradoxo estranho… Mas o que fez o Rudolf criar um governo déspota e atroz foi o seu senso de dever perante toda a raça humana.“

Yang Wenli

01

Reinhard von Lohengramm e Yang Wenli tiveram vitórias absolutas no aspecto militar e político. Desmoralizando a luta de seus inimigos através da exposição do massacre civil ou do plano executado pelo Almirante Lynch e destruindo as frotas inimigas em combates singulares, eles estabeleceram sua supremacia dentro de suas respectivas nações.

A Rebelião de Lippstadt

Dessa vez não vou me aprofundar na análise das estratégias. De uma forma resumida os Nobres, que em sua grande maioria são comandantes incompetentes, acostumados apenas a bajulações, que aos poucos foram cometendo pequenos erros estratégicos, táticos e políticos, de modo que suas forças foram minando sem que o Almirante Merkatz pudesse fazer nada para impedir. Um exemplo de erro tático e estratégico está na batalha do Littenheim contra o Kircheis.

08

Littenheim desprezou a formação de sua frota, de forma que mesmo com uma grande quantidade, ela não tinha organização e eficiência para reagir à formação inimiga. Agindo em cima disso, Kircheis separa uma pequena frota rápida e se lança ao flanco da frota inimiga, que não tem tempo de reagir.

02

É importante notar que uma vez dentro da formação inimiga, fica muito complicado alveja-los sem correr o risco de fogo amigo, ao mesmo tempo em que a frota principal do Kircheis inicia uma ofensiva maior ainda, deixando a frota de Littenheim em estado de pânico, sem ter como reagir de forma apropriada.

09

E para piorar tudo, o comandante foge da batalha atirando nas suas naves de suprimentos, para abrir caminho. Com isso, seus próprios subordinados o assassinam e garante a vitória suprema da frota do Kircheis diante de Littenheim. Essa batalha exemplifica bem como pequenos erros localizados fizeram a força rebelde da nobreza desabar.

03

O Massacre de Westeland

Diante da eminente derrota, o duque Braunschweig realiza um ataque termonuclear devastador a Westeland com o objetivo de obter vingança sobre a rebelião civil que aconteceu por lá. Reinhard, ao descobrir sobre o ataque, iria ordenar que uma frota interceptasse o ataque, mas Oberstein, com seus pensamentos maquiavélicos, manipulou Reinhard de forma que o massacre acontecesse. Diante disso, pela primeira vez, Kircheis fica em oposição a Reinhard e seu método sujo e eficiente de desmoralização política dos rebeldes, o que causa um grande atrito entre os dois.

10
11
04
05

E diante disso, Oberstein consegue subir um pouco da sua influência, com o qual começa a questionar sobre o favoritismo de Reinhard por Kircheis. E assim, por sua sugestão burra de desarmar todos do salão, Ansbach na tentativa de assassinar Reinhard, acaba matando Kircheis que protege seu amigo de infância, mostrando o quão forte era a relação dos dois.

12

Complemento:

O Príncipe é um livro escrito por Nicolau Maquiavel em 1513, cuja primeira edição foi publicada postumamente, em 1532. Trata-se de um dos tratados políticos mais fundamentais elaborados pelo pensamento humano, e que tem papel crucial na construção do conceito de Estado como modernamente conhecemos. No mesmo estilo do Institutio Principis Christiani de Erasmo de Roterdã: descreve as maneiras de conduzir-se nos negócios públicos internos e externos, e fundamentalmente, como conquistar e manter um principado.

É este livro que sugere a famosa expressão os fins justificam os meios, significando que não importa o que o governante faça em seus domínios, desde que seja para manter-se como autoridade, entretanto a expressão não se encontra no texto, mas tornou-se uma interpretação tradicional do pensamento maquiavélico. Alguns cursos de administração de empresas fazem leituras aparentemente deturpadas de tal obra, afirmando que, se uma empresa for gerida considerando as metódicas análises do autor, essa conseguiria prosperar no mercado.

Nesta obra, Maquiavel defende a centralização do poder político e não propriamente o absolutismo. Suas considerações e recomendações aos governantes sobre a melhor maneira de administrar o governo caracterizam a obra como uma teoria do Estado moderno.

FONTE: WIKIPÉDIA

 

A Ditadura da Justiça

Os militares insatisfeitos com o governo foram feitos de marionetes com o objetivo de buscar a verdadeira justiça com o povo, frente aos políticos da aliança. Eles tomaram a iniciativa de sujar as mãos para fazer a reforma que julgavam ser correta, de forma que morreram acreditando ter feito o certo.

O senso comum atual sempre atribui ditaduras a pessoas egoístas, com sede de poder, mas será esse sempre o caso? Quando a instituição democrática falha completamente, que solução nós resta? Por mais sujo que seja assumir o controle do governo a força, eliminar a liberdade de expressão e ter que reagir usando força, a justificativa por trás disso tem bases muito sólidas, afinal os erros de um governo podem ser muito mais desastrosos do que a carnificina de uma ditadura. A Aliança na sua tentativa de invadir o Império cavou tantas sepulturas como o conselho de Salvação Nacional. E Yang, como crente fiel da Democracia, não pode permitir que as sementes de um governo déspota surgissem na Aliança do mesmo jeito que aconteceu no Império 500 anos atrás. E assim ele é obrigado a enfrentar um de seus mentores na academia, o Almirante Greenhill e a assistir sua morte ao lado de sua filha Frederica Greenhill.

06

Adeus, Dias Distantes

No fim, Yang e Reinhard tiveram perdas irreparáveis durante as duas guerras civis que assolaram a Galáxia. Yang perdeu a Jéssica, Frederica perdeu o pai, o Almirante Greenhill e Reinhard perdeu Kircheis.

Será que o título de primeiro ministro vale a vida do melhor amigo?

13

Será que o título de herói absoluto da Aliança vale a vida do seu primeiro amor?

07

Será que uma Aliança menos corrupta vale a vida de um pai?

14

No fim, a turbulência da humanidade geram conflitos desnecessários que apenas geram dor e aqui essa dor atinge a todos os envolvidos, por maior e mais brilhantes que sejam suas vitórias, o sentimento que fica é de derrota, é o sentido de perda. E isso é uma representação realista da nossa sociedade atual, onde guerras acontecem, onde terroristas vitimam inocentes, onde políticos roubam bilhões sem ter grandes represarias enquanto pessoas que roubam para comer têm suas vidas arruinadas para sempre. Até quando a vida precisará ser tão cruel com todos? Até quando a história humana será preenchida por uma pilha de cadáveres?

GIF

Acompanhe a A Grande Jornada Galáctica desde o início.

https://portaltanaka.wordpress.com/2015/05/24/ceus-do-derramamento-de-sangue/

https://portaltanaka.wordpress.com/2015/05/17/quando-a-chuva-de-tristeza-cai/

https://portaltanaka.wordpress.com/2015/05/10/a-setima-batalha-de-iserlohn/

https://portaltanaka.wordpress.com/2015/05/03/dentro-da-noite-eterna-a-batalha-de-astarte/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s