Ookami Kodomo no Ame to Yuki – Tanaka Review

OOKAMI

A história cobre 13 anos e começa com Hana, uma estudante de faculdade de 19 anos, que se encontra e se apaixona, por um homem da mesma faculdade que ela, que depois revela que é um “homem-lobo”, e mesmo assim ela continua com ele. Depois de se casar com ele, Hana dá a luz e cria duas crianças lobo — A mais velha, Yuki (neve), nasceu em um dia em que nevava, e Ame (chuva), o mais novo, nasceu em um dia chuvoso. Os quatro viviam tranquilamente em um canto da cidade, para esconder a existência de “crianças lobo”, mas seu marido homem-lobo morre de repente e Hana decide se mudar para uma cidade rural, distante da modernidade, para criar seus filhos com mais tranquilidade.

ok 6

Antes de tudo Ookami Kodomo no Ame to Yuki é um filme sobre família. Apesar de conter pequenos elementos sobrenaturais como “homem-lobo”, esse não é o foco principal do filme. O foco principal está na relação de Hana com seus filhos, todo seu esforço para cuidar deles e a importância do papel materno auxiliando em decisões que moldarão o futuro de seus filhos, como se fosse uma especie de guia, mas sabendo de suas decisões e que não terá como controlá-los para sempre, pois alguma hora eles terão que seguir seus próprios caminhos.

O filme pode ser dividida em três arcos. O primeiro focando em Hana conhecendo seu amor e o desenvolvimento de seu relacionamento. O segundo segue a luta de Hana para criar os filhos jovens que necessitam de um cuidado especial já que eles não são “normais”. E o terceiro e final, vê-la resolvida enquanto seus filhos tentam encontrar seus próprios lugares no mundo. Conflitos, tristezas, esforço, felicidade, não importa a situação, sempre mantenha um sorriso no rosto.

ok 5

Ookami Kodomo é um filme de mudança e auto-descoberta. Yuki começa o filme feroz e selvagem, facilmente abraçando sua metade lobo, enquanto Ame é choroso e tímido, e tem medo do que significa ser “parte-lobo”. À medida que os anos passam, a determinação de Hana permanece inabalável, mas seus filhos crescem longe dela como as crianças fazem naturalmente. Com este crescimento, eles também mudam e nessa hora o filme muda um pouco o foco tirando de Hana e mostrando como as crianças crescem, dando-nos a sua visão e sentimentos sobre quem eles são, e fazendo uma inversão de papel interessante em relação a eles quando ainda eram crianças. Yuki passa a cada vez mais a abraçar seu lado humano e canalizar seu carisma para se socializar com seus amigos, enquanto a introversão de Ame o fez crescer independente enquanto quer explorar seu lado animal.

oka 2

A história é tão cuidadosa que lida com a parte da fantasia bem delicadamente para que ela não se sobressaia sobre as outras partes. A história é tão “pé no chão” nos aspectos sobre a vida cotidiana que deixa a impressão de que foi baseada em uma história real e que não é algo fictício. Pequenos momentos como o sentimento do pai contente ao ver seus filhos se alimentarem ou os irmãos brigando pela casa são tão simples que tocam os corações dos espectadores porque são exemplos de experiências semelhantes as que nós mesmos tivemos enquanto crescíamos. Ao mesmo tempo que contem elementos imaginários, ela consegue ser verossímil a ponto de você se identificar com muitas situações apresentadas e até sentir nostalgia de sua própria infância.
Não há exageros nas transformação ou na comédia ou um drama forçado. O filme trata tudo naturalmente e de maneira simples, sendo muito bom de apreciar.

oka 10

A animação é muito bem fluida com uma bela arte cheia de cores vivas, é bem encantador de se ver. Às vezes, o filme sofre de efeitos CGI mal escolhidos, animação repetida e modelos de personagens desproporcionados, mas isso não afeta de maneira geral a parte estética como um todo, e muito menos diminui sua beleza. Para somar a toda essa atmosfera visual do filme, é importante destacar que a trilha sonora é muito bem pensada, a música encaixa muito bem o estado de espírito que a cena quer passar. Às vezes, especialmente no início e final do filme, ela pode ser um pouco “pesada”, a ponto de te causar explosões emocionais, mas, em grande parte, ele funciona e ela se faz de valor inestimável para o impacto do filme.

Os personagens de Ookami Kodomo no Ame to Yuki são a principal razão que faz qualquer espectador ficar totalmente envolvido com o filme. Hana é uma das personagens mais inspiradoras já criadas no mundo da animação japonesa. Seu amor por sua família é admirável, todo seu espírito inquebrável, disposição positiva e seu esforço para mudar de vida e luta para criar seus filhos são louváveis e dignos de encher os olhos. Ela é uma mulher forte e mais que tudo, é uma mãe ainda mais forte, uma verdadeira fonte de inspiração para qualquer pessoa.
O homem misterioso pelo qual ela se apaixona e vira pai de seus filhos não tem muita chance de ser desenvolvido, mas está questão de mistério a cerca de sua pessoa trabalha para o benefício de seu caráter. Nos preocupamos com ele através do afeto de Hana; Em uma cena particularmente chocante, entendemos o que ele significa para ela e isso quebra o nosso coração mais do que ele próprio jamais faria.

oka 1

Yuki e Ame carregam o filme em lugares sua mãe não pode. Enquanto seus medos e esperanças são palpáveis, suas experiências de esperança e de medo tornam estes sentimentos mais agudos. A voz de Yuki nos leva através de todo o filme com sua narração constante, e sua personagem cresce de criança precoce e corajosa para uma jovem que, infelizmente, sabe o que significa ter medo. O comportamento de Ame se torna um pouco frustrante no final do filme, mas para compreendê-lo no contexto de um animal, faz todo o sentido. Ele é um lobo.

ok 8

O resto do elenco é composto de personagens extremamente simpáticos, incluindo o velho que cuida de Hana e lhe ensina a plantar, um menino que cruza o caminho de Yuki. Mesmo não falando, personagens não-humanos como o lobo enjaulado ou o “sensei” de Ame na floresta são aspectos indispensáveis ao filme. E mesmo que alguns deles sumam do nada na historia e percam sua importância, eles cumprem muito bem seus papéis propostos.

Enquanto as imperfeições do filme são honestamente muito poucas, os aspecto positivos somam e se tornamo suficiente para o filme ser considerado como uma obra-prima do cinema japonês. Com uma história simples mas muito significativa, arte e animação limpa e consistente, bons personagens com devido destaque em momentos chave, e uma trilha sonora memorável, Ookami Kodomo no Ame to Yuki tem que ser visto por todos que gostam de cinema, para todos que buscam um crescimento pessoal e para todos que um dia irão criar uma família. É uma reflexão madura, perspicaz e muitas vezes dolorosa de quão profundamente nos sentimos em relação aqueles que amamos e, inevitavelmente, um dia temos que deixá-los, afinal a família é um ciclo importante que um dia se encerra.

oka 3

E para finalizar, um pouco de feels

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s